quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Varicela

A varicela é uma doença frequente e se não for tratada atempadamente pode ter consequências graves.

O que devo fazer se penso que o meu filho tem varicela?
Se pensa que o seu filho foi infectado, consulte de imediato o seu médico. O diagnóstico desta doença é normalmente simples, e quanto mais cedo a varicela for identificada, mais cedo um tratamento poderá ser considerado. Tratar precocemente a doença é importante, para reduzir os sintomas da criança. A maioria das crianças com varicela não tratada desenvolve uma média de 200 a 300 vesículas durante o curso da doença.

O que é a varicela?
A varicela é uma doença de infância muito vulgar, todos os anos afecta dezenas de milhar de crianças em Portugal, especialmente durante o Inverno e Primavera. É causado pelo vírus varicela-zoster, um membro da família do vírus herpes, o mesmo que causa herpes zoster (zona).

Uma vez debelada, a varicela normalmente não reaparece, no entanto, o vírus permanece alojado no tecido nervoso como que adormecido (não activo), podendo reactivar-se mais tarde, causando zona.

A varicela é perigosa?
Quando se detectam os primeiros sintomas, é difícil prever até que ponto a varicela do seu filho poderá ser grave. Apesar da doença não ser normalmente perigosa em crianças saudáveis, causa mal-estar e pode levar ao absentismo das crianças à escola e dos pais ao emprego.

Em crianças mais velhas e em especial nos adultos, os sintomas são geralmente mais graves e podem originar outros problemas.

Existem complicações associadas à varicela?
Apesar de raras, podem ocorrer infecções bacterianas, encefalite e pneumonia.

Quais são os sintomas da varicela?
O primeiro sintoma é a febre ligeira. Um ou dois dias mais tarde aparecem manchas vermelhas primeiro no couro cabeludo e espalhando-se mais tarde pela cara, tronco, axilas, braços, pernas, boca e por vezes na traqueia e brônquios.
A criança pode também queixar-se de dores de cabeça, dores de garganta, dores de estômago, cansaço e perda de apetite.

Qual o aspecto das borbulhas?
São pequenas e vermelhas, provocam comichão e transformam-se em bolhas num curto espaço de tempo (poucas horas). Estas bolhas cheias de líquido (vesículas) secam e formam crostas em alguns dias.

Quanto tempo duram as borbulhas?
Normalmente ao fim de 5 dias deixam de aparecer novas borbulhas. A maioria forma crosta em 6 a 7 dias.

As borbulhas deixam cicatrizes?
Por vezes. É mais provável a formação de cicatrizes se as borbulhas infectarem.
É importante evitar, dentro do possível, que a criança se coce para prevenir a infecção das borbulhas e o aparecimento de cicatrizes.

Como posso impedir que o meu filho coce as borbulhas?
Mantenha as borbulhas limpas e secas, use loções calmantes e dê banhos de água morna de 4 em 4 horas nos primeiros dias. Limpe a criança aconchegando a pele, evitando esfregar. Deve manter as unhas da criança curtas para prevenir eventuais infecções e cicatrizes.

E os meus outros filhos? Devo mantê-los afastados do que tem varicela?
Se os seus outros filhos ainda não tiveram varicela, existe uma elevada probabilidade (80 a 90%) de contágio pelo irmão.

Se forem saudáveis, é geralmente melhor que tenham a doença já. Assim estarão protegidos de contrair varicela mais tarde, podendo a doença ser então mais grave.
Se o seu filho tem problemas de saúde e foi exposto à varicela, consulte o seu médico imediatamente.

Posso contrair varicela a partir do meu filho?
Sim, se nunca teve a doença antes. No entanto, a maioria das pessoas teve varicela antes dos 10 anos.
Se nunca teve varicela, ou não tem a certeza, deve sempre que possível, evitar o contacto com a criança infectada.
Contacte o seu médico assim que possível se acha que foi exposta ao vírus.

Existem outras situações em que a varicela pode ser perigosa?
A varicela é uma doença grave nos adultos. Uma mulher grávida pode estar sujeita a um risco ainda mais elevado no que respeita ao aparecimento de complicações, devendo evitar a exposição à doença, devido ao risco que isso constitui para o feto.
A varicela é também grave para aqueles com um sistema imunitário enfraquecido.

Devo manter o meu filho afastado de um adulto infectado com varicela?
Pelas razões expostas anteriormente, se o seu filho for saudável, provavelmente será melhor permitir a sua exposição ao vírus da varicela, através do contacto com a pessoa infectada.
O vírus que infecta a criança é o mesmo que infecta o adulto.

Como ocorre a transmissão da varicela de uma pessoa para outra?
O vírus é transmitido pelo ar, quando a pessoa infectada tosse, espirra, ou fala, ou pelo contacto com as lesões do doente.

Qual o período de incubação?
Cerca de 14 a 15 dias contados a partir do contacto com a pessoa infectada.

Durante quanto tempo a varicela pode ser transmitida a outra pessoa?

A varicela é contagiosa, desde aproximadamente 10 dias após a criança ter sido contagiada, até todas as bolhas se transformarem em crostas.

Qual é o tratamento para a varicela?
Existe um medicamento específico para a varicela, que ajuda de forma substancial à redução da duração da doença, permitindo que a criança se sinta melhor num espaço de tempo mais curto.
Lembre-se que apenas o médico pode determinar se este medicamento é ou não o mais indicado para o seu filho.
Tenha também em atenção que o tratamento deve ser iniciado o mais rapidamente possível.
Alguns medicamentos podem ser utilizados para combater os sintomas da doença, no entanto não diminuem a sua duração.
O ácido acetilsalicílico não deve ser usado no tratamento da febre e dores durante a varicela, em crianças.

Outros cuidados.
Se a criança apresentar lesões na boca, pode ter dificuldade em se alimentar.
Nesta situação deve dar-lhe bebidas frias e alimentos moles e fáceis de engolir.
Evite tudo o que seja ácido, como sumo de laranja, ou salgados.
As lesões na área genital podem ser dolorosas. Cremes anestésicos podem ser indicados nestas situações. Aconselhe-se junto do seu médico.

Outras questões?
Se tiver alguma dúvida que esta informação aqui apresentada não esclareça, coloque-a ao seu pediatra.

A responsabilidade editorial e científica desta informação é da Sociedade Portuguesa de Pediatria.

Fonte:http://saude.sapo.pt/artigos/bebe/ver.html?id=754663&pagina=3

5 comentários:

Algodão Doce disse...

Olá!
Ontém enviei FINALMENTE as coisas por correio :)

Não sei se chega hoje ou amanhã.

Beijinhos doces´
Algodão Doce

Simplesmente SôniaMaria disse...

Parabés pelo Blog. Sou enfermeira Sanitarista, agora aposentada, mas continuando como voluntária na aera de Educação para a Saúde. Hoje acessei seu Blog para enviar matéria sobre Varicela para nora e filhos, com neta com varicela e eles repassarem para casais jovens. Pais de hoje, apesar de muita tecnologia, internet, sabem pouco sobre estas doenças "infantis", que no passado eram comuns e todas as mães sabiam como lidar com as mesmas...Doença grave especialmente em adultos. Trabalhei anos em Saúde Materno-Infantil com Dra. Zilda Arns e educávamos as mães da puericultura sobre o assunto também.. Também sou adepta da Hoemopatia Unicista , sendo paciente há mais de 15 anos, e uma alternativa médica e cientifica excelente, principalmente para melhorar o equilibrio e o sisitema imunológico... estramos sobre intenso stress e a questão viral hoje cada dia mais ameaçadora...Tem matéria sobre homeopatia Unicista no BLOG? Não tive tempo de olhar tudo. Repassei o mesmo no Facebook e no Google Buzz. Obrigada. Sõnia. Estarei seguindo seu Blgo. O Blog que escrevo é ;Blog-Ternura de Deus ou http://wwwblogdasboasnovas.blogspot.com

Anónimo disse...

Minha catapora está na boca, então quando vou me alimentar sofro muito. O que posso comer?

Anónimo disse...

Aminha filha de um ano e dois meses tem varicela estou preocupada porque nao sei o que fazer.ela foi escluida da creche me ajudem pelo amor de deus

Natural Naturalmente disse...

Anomina.
Confie no pediatra da sua filha.
De banhos de chá de camomila para acalmar as comichões e vai ter rápidas melhoras.